07 perguntas essenciais para guiar seu plano de marketing digital

Todos sabemos da importância do planejamento para fundamentar qualquer estratégia online, mas num contexto de tantas possibilidades e repleto de informações, muitas vezes ficamos confusos em relação a qual caminho seguir e quais pontos considerar para conceber um plano consistente de marketing digital. Naturalmente, não existe um único modelo a ser seguido, é possível encontrar uma série de frameworks e sua escolha vai depender muito do tipo de negócio, de quem está elaborando o plano, suas preferências e necessidades.

No entanto, mesmo com essa variedade de propostas, certos elementos são essenciais e comuns a qualquer modelo. Para ajudar você nesse desafio de organizar as ideias e informações para tornar possível o alcance dos seus objetivos de marketing, separamos aqui 07 perguntas para guiar a elaboração do seu plano, suas respostas contém elementos que consideramos imprescindíveis para um bom planejamento de marketing digital.

São elas: Objetivo (por que?), Oferta (o que?), Persona (para quem?), Jornada de Compra (quando?), Conteúdo (como?), Canais (onde?) somados a estes elementos, não podemos esquecer das métricas (chegamos onde planejamos chegar?)! Elas desempenham papel de destaque em um plano de marketing digital, pois são utilizadas para medir o desempenho de tudo o que será feito.

Objetivo [guiado pela pergunta: por que?]

Saber o porque estamos fazendo o que estamos fazendo é essencial! Precisamos ter um objetivo para orientar nossa estratégia. Todo o plano de marketing está ancorado em objetivos claramente definidos, sejam eles relacionados a vendas, reconhecimento de marca, divulgação de produtos/serviços, relacionamento entre outros. Uma boa dica para definir objetivos é seguir o princípio SMART, ou seja, os mesmos devem ser específicos, mensuráveis, alcançáveis, realistas e com prazo definido.

Oferta [guiado pela pergunta: o que?]

Quando propomos uma estratégia de marketing, temos em mente uma empresa, uma marca, seus produtos e serviços. Deste modo, pensar no “o que” significa ter muito claro o que está sendo anunciado, que oferta se pretende divulgar. Aqui, informações sobre o negócio, os produtos e/ou serviços que a empresa oferece são essenciais.

Persona [guiado pela pergunta: para quem?]

Outro ponto essencial: quando anunciamos, anunciamos para alguém. Quem são estas pessoas para quem anunciamos, que soluções ela buscam? Que “dores” e necessidades elas têm? Com base nessa e outras perguntas, é possível descrever a Persona do negócio. Para mais detalhes sobre público alvo e persona, confira esse post.

Jornada de Compra [guiado pela pergunta: quando?]

Para uma oferta gerar interesse, é necessário que sua comunicação seja planejada a partir da compreensão da jornada de compra, também já falamos sobre isso aqui no blog. Nossa persona pode estar em diferentes estágios da jornada e a eficácia da comunicação depende de como conversamos com esse público em cada etapa da jornada.

Conteúdo [guiado pela pergunta: como?]

Conforme mencionado, a pergunta “como” guia a produção do conteúdo. Tendo claros o objetivo, a oferta, persona e jornada de compra, é hora de pensar no que dizer. Que mensagens você utilizará para se comunicar com sua persona? Como pretende despertar sua atenção em meio à avalanche de conteúdos que brigam pela atenção das pessoas nos mais diferentes canais? Esse é o grande desafio aqui: definir os conteúdos a serem usados para alcançar o cliente.

Canal [guiado pela pergunta: onde?]

Uma vez definido o conteúdo, torna-se importante decidir onde os mesmos serão veiculados, por meio de quais canais as pessoas ou melhor, sua persona, será impactada pelo conteúdo produzido?

Métricas [guiado pela pergunta: chegamos onde planejamos chegar?]

Com tudo alinhado e campanha rodando, é hora de analisar a eficácia da estratégia. É justamente essa uma das principais vantagens do marketing online em relação ao offline: a possibilidade de medir tudo. Partindo do pressuposto de que praticamente tudo é rastreável na internet, os profissionais de marketing tem à disposição um conjunto importante de métricas que proporcionam maior controle entre planejado vs executado. Afinal, aqui vale a máxima que nunca perde relevância: somente é possível gerenciar aquilo que podemos medir! E somente podemos melhorar aquilo que conseguimos gerenciar, não se esqueça disso. Trata-se de um princípio básico de gestão.

Agora você deve refletir sobre todos os pontos citados acima e identificá-los em seu negócio. Combinando esses elementos com uma constante avaliação por meio das métricas, você  está no rumo certo para desenvolver um plano de marketing digital capaz de gerar resultados para sua empresa.

E aí, preparado para formatar seu plano? Vamos lá, para fazer, é preciso começar! Se precisar de ajuda, conta com a gente, fale com um de nossos consultores.

Voltar